6 dicas para comprar um bom terreno

Comprar um terreno para a construção de um imóvel é um grande investimento, seja para morar ou investir. Para saber como identificar uma boa oportunidade e não cair em armadilhas, é fundamental dar atenção a alguns aspectos antes de fechar negócio.

Veja a seguir seis dicas para garantir que o seu investimento na aquisição de um terreno terá sucesso, evitando problemas futuros.

 

1.      Defina seu objetivo

Antes de procurar um terreno, é importante pensar no imóvel que você deseja construir. Defina o que é mais importante para você. Por exemplo, localização, contato com a natureza, vista, silêncio, segurança.

Então consulte o corretor de imóveis para conhecer o zoneamento para a região, ou seja, se a área é somente residencial, comercial, industrial ou mista. Consulte também se a área é tombada: nesses casos, há restrições para a construção.

 

2.      Observe os aspectos físicos

Nunca compre um terreno sem visitá-lo. Na visita, dê atenção à topografia, qualidade do solo, presença de árvores e proximidade de águas, por exemplo. Terrenos próximos a lagoas ou rios podem ter solo com baixa resistência e apresentam risco de alagamentos em época de chuvas. Já as árvores são protegidas pela legislação.

Por isso, sempre que possível, leve um engenheiro ou arquiteto com você, para ajudá-lo a verificar todos esses fatores que poderão influenciar o seu projeto. E uma dica importante: terrenos muito baratos merecem ainda mais atenção, já que podem ter limitações físicas que acarretarão em custos elevados na hora da construção.

 

3.      Avalie os arredores

Há, ainda, outros fatores que o comprador deve levar em conta na hora de escolher um terreno. Analise, por exemplo, o crescimento da vizinhança, as opções de comércio disponíveis, a qualidade do transporte público, a facilidade de acesso à região, a infraestrutura das ruas, a iluminação, os índices de criminalidade, as opções de instituições de ensino, a qualidade das construções do entorno, a proximidade de espaços de lazer, como parques e praças, e quaisquer outros aspectos relevantes que possam impactar na valorização do imóvel.

 

4.      Pesquise a empresa

Ao comprar o terreno de uma urbanizadora, é importante pesquisar o histórico dessa empresa responsável pelo loteamento. Você pode consultar o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) para verificar a idoneidade da organização.

Você também pode pesquisar loteamentos lançados anteriormente pela empresa e visitá-los. Assim, você tem a certeza de estar fazendo negócio com uma organização séria e de confiança.

 

 

5.      Verifique a documentação

Este passo é fundamental: antes de adquirir um terreno, confira junto à Prefeitura se o loteamento foi aprovado, se não está localizado em áreas de manancial ou de preservação ambiental, e se há restrições para construção no local.

Verifique, então, no Cartório de Registro de Imóveis se há o registro do loteamento de acordo com a aprovação da Prefeitura e solicite a certidão de propriedade e negativa de ônus e alienação, para saber se o lote está regular e se o proprietário que está fazendo a comercialização é o mesmo que consta no cartório.

Verifique, também, as guias de IPTU e IPTR, e se está em dia o pagamento de serviços públicos como água e energia elétrica. Assim, você tem certeza de que está tudo certo e de que o terreno não é fruto de ocupação irregular, o que pode poupar muitas dores de cabeça no futuro.

Esperamos que essas dicas tenham ajudado você a escolher um bom terreno para seu futuro imóvel. Leia agora o post Conheça 5 vantagens de morar perto de áreas verdes.

assista o vídeo do

empreendimento

Receba CONTEÚDOS DE NOSSOS

Lançamentos
e novidades