6 dicas importantes para construir no litoral

Construir na praia exige atenção a aspectos peculiares da região litorânea que influenciam diretamente o resultado da obra. Fatores como posição solar, vento e maresia devem ser levados em conta na hora de projetar uma casa e escolher materiais e revestimentos.

Confira neste artigo os principais cuidados que se deve ter ao construir uma casa na praia e garanta um resultado de sucesso!

Posição solar

No Rio Grande do Sul, o ângulo aproximado da linha leste-oeste em relação à costa é de 40 graus. Isso é importante para determinar o posicionamento das aberturas e o tamanho dos beirados das edificações.

Invista em portas e janelas grandes e em um pé-direito alto, que contribuam para a ventilação. Esse é um cuidado que influencia diretamente a redução de problemas com mofo e fungos.

Calor e areia

No litoral, a incidência de luz solar é elevada, o que também demanda atenção. Um cuidado a ser tomado é evitar revestimentos que desbotem, como a madeira, que além de perder a cor pode aquecer o ambiente. Invista em pisos frios, como porcelanato, cerâmica e pedras, mas evite aqueles com acabamento esmaltado ou brilhante — eles podem ficar riscados com a areia trazida pelo vento.

Falando em areia, não se esqueça de incluir uma saída de água (torneira ou chuveiro) próxima à entrada da casa, para os moradores possam se enxaguar antes de entrar no imóvel.

Vento e chuva

Conhecer os ventos que sopram pela região é importante ao projetar uma casa, para ter uma boa ventilação e minimizar rajadas intensas. No litoral gaúcho, predominam os seguintes ventos:

  • Agosto a janeiro: Nordestão, vento Nordeste com rajadas constantes, que chega a soprar durante muitos dias.
  • Junho a agosto: ventos Sul e Sudeste (Minuano), com rajadas intensas ocasionais.
  • Abril a maio: eventuais rajadas intensas vindas do mar.

No litoral, as chuvas também são frequentes, o que demanda cuidado especial na vedação das esquadrias.

Maresia

A maresia é um fenômeno tipicamente litorâneo caracterizado por uma névoa fria e úmida que flutua ao longo da costa. Essa névoa é formada por gotículas de água do mar, que, por ser rica em sais, pode causar ferrugem e rachaduras, entre outros danos.

Para prevenir estragos causados pela maresia, alguns cuidados são fundamentais, como utilizar impermeabilizantes na argamassa de reboco ou assentamento de tijolos, ter ventilação cruzada nos ambientes e evitar peças feitas de ligas de ferro, dando preferência a materiais como o aço inox, latão ou alumínio.

Vegetação

Na hora de selecionar a vegetação do seu jardim, escolha espécies adaptadas à região costeira. Espécies ornamentais como palmeiras, bromélias, helicônias e dracenas são bons exemplos.

Contar com a orientação de agrônomos ou paisagistas em seu projeto é o melhor caminho para ter um jardim bonito, de baixa manutenção e alta durabilidade.

Decoração

Utilizar materiais resistentes é uma boa dica quando se fala em decoração de uma casa na praia. Dê preferência a materiais fáceis de lavar, como as fibras sintéticas, e invista na impermeabilização de estofados e almofadas.

Para aumentar o conforto térmico, escolha cores claras para trazer frescor aos ambientes e evite cortinas e carpetes pesados.

Gostou das dicas para construir uma casa na praia? Leia agora sobre a experiência de clientes que construíram casas em empreendimentos da Melnick Even e Arcádia Urbanismo!

 

assista o vídeo do

empreendimento

Receba CONTEÚDOS DE NOSSOS

Lançamentos
e novidades